ANP recebe inscrição de 17 empresas para leilão de blocos de óleo e gás marítimos em março

Fonte: Reuters
O & G
08/02/2018

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A próxima rodada de licitações de blocos exploratórios de óleo e gás no Brasil, sob regime de concessão, recebeu a inscrição de 17 empresas para as ofertas de blocos marítimos, informou à Reuters em nota a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Para os blocos terrestres, apenas cinco empresas se inscreveram até quarta-feira, quando foi encerrado o prazo para inscrições e pagamento da taxa de participação da 15ª Rodada, prevista para 29 de março.

A agência explicou que pode haver empresas que estejam inscritas para ambas as disputas e que os nomes das companhias apenas serão publicados depois que forem aprovados pela Comissão Especial de Licitação (CEL).

A CEL teve sua primeira reunião sobre a 15ª Rodada em 6 de fevereiro e as próximas foram agendadas para os dias 21 de fevereiro e 5 de março.

O total de inscrições ficou abaixo das 36 empresas inscritas para participar da 14ª Rodada de licitações, sob regime de concessão, em setembro de 2017, que ofertou 287 blocos no mar e em terra.

A 15ª Rodada vai ofertar 70 blocos nas bacias sedimentares marítimas do Ceará, Potiguar, Sergipe-Alagoas, Campos e Santos e nas bacias terrestres do Parnaíba e do Paraná.

Na terça-feira, a Reuters publicou que a petroleira norte-americana Chevron foi a primeira grande companhia estrangeira a indicar oficialmente interesse em participar do leilão.

Em um comunicado no site da ANP, a companhia norte-americana indicou seu interesse em atuar em parceria com outras licitantes interessadas nas áreas da rodada.

Um leilão do pré-sal, sob regime de partilha, também está previsto para ocorrer neste ano, em junho.

A Petrobras, historicamente o maior destaque dos leilões do Brasil, mas que recentemente tem buscado ser mais seletiva, deverá seguir a mesma linha estratégica adotada em 2017: “firme, mas seletiva”, segundo declaração recente do seu presidente, Pedro Parente.

Voltar para notícias